FORMAÇÃO PROFESSIONAL LEADER

Domine o mundo ágil. Chegou a hora de se tornar um AGILE PROFESSIONAL!

Avise-me quando abrirem turmas

Na nossa formação ágil temos uma trilha de 11 cursos Online que irão desenvolver os domínios necessários para te transformar num Agile Professional..


Como é a Formação?

A Formação toda tem 11 cursos, 132 horas (132 PDUs) de treinamento e usa a metodologia Flipped Classroom, ou sala de aula invertida. Você assiste a teoria através de aulas Online Gravadas e depois vamos para sessões ONLINE AO VIVO com o instrutor, aprendendo mais, discutindo a teoria, exercícios e cases reais. Você participa e troca experiências!

Você precisa de apenas cerca de 4 horas por semana e assiste as aulas de onde estiver. Os cursos têm duração de 12 horas, se estendendo por 3 semanas. Se perder uma aula Ao Vivo, ela fica gravada para você assistir depois. Isso te dá flexbilidade para assistir as aulas.

TURMA 08: 26/Abr/2020 a 06/Fev/2021

Carga Horária Total: 132 Horas

Sessões Online Ao Vivo*: Terças-Feiras, Quartas-Feiras ou Quintas-Feiras, das 20h às 22h

* o dia e horário das sessões online ao vivo podem sofrer alterações, que serão previamente comunicadas.

AULAS ONLINE AO VIVO

Certo, mas e a interação? Fazer perguntas? Trocar idéias, opiniões e discutir? Você terá tudo isso nas sessões online ao vivo de cada curso, você terá 2 horas com o SME. Perdeu? Não tem problema, estará gravado.

ATIVIDADES PRÁTICAS

Tem "mão na massa" também! Exercícios e tarefas em que você poderá colocar em prática seu novo conhecimento. Vamos medir se você de fato entendeu e se dedicou, com discussão do exercicio em sessão online ao vivo com um monitor.

REQUISITOS PARA COMPLETAR

Para receber o seu certificado você deverá realizar um teste de avaliação da aprendizagem com 70% de acerto. O teste somente poderá ser realizado após você ter completado 100% das aulas gravadas, ter participado de todas as sessões online ao vivo ou assistido posteriormente todas as gravações destas sessões.

Você pode repetir a avaliação de cada curso uma vez, caso não seja aprovado de primeira.

VOCÊ SÓ PAGA POR 7 CURSOS - E FAZ 11

Para receber o certificado do Programa e se formar, você precisa concluir com sucesso pelo menos 8 dos 11 cursos disponíveis.

CONQUISTE A CERTIFICAÇÃO AGILE PROFESSIONAL (C-AP)

Fazer a Formação já é um grande passo, mas se você quiser mesmo ser reconhecido como um C-AP, Certified Agile Professional, além da Formação, deverá seguir mais alguns passos.

DURAÇÃO DO CURSO

A ordem dos cursos é uma sugestão nossa para o melhor aproveitamento do Programa, mas se você tiver algum problema e não puder fazer algum, você pode fazê-lo depois, no seu próprio ritmo. Seguindo e se formando com a sua turma, leva aproximadamente 1 ano. Passa rápido! Você tem até 2 anos, do início de sua turma, para terminar todos os cursos.

PÚBLICO ALVO

Mas será que isso é para mim? você se pergunta… A resposta é simples: se você é Gerente de Projetos, membro de equipe, membros de PMO, gestor de produtos ou negócios, analista de negócios, consultor ou envolvido direta ou indiretamente com o gerenciamento de projetos ou desenvolvimento de produtos complexos, você precisa estar por dentro do mundo Agile. Não é uma opção, já passou a ser questão de sobrevivência profissional.

NETWORKING

Você pode interagir com outros alunos pelo grupo exclusivo de WhatsApp, fazer networking, tirar dúvidas, fazer exercícios, assistir as aulas gravadas e as aulas ao vivo. Mesmo sendo Online, você terá muita interatividade e muita prática, "mão na massa" mesmo!

SME (Subject Matter Experts)

Boa parte do sucesso creditamos aos Professores, que chamamos de SME (Subject Matter Experts), profissionais com grande referência no mercado, cada um especialista em uma ou mais áreas de Agile, autores de livros, inclusive preparatórios para algumas das principais certificações do mercado.

Oferecemos a você “a nata” do mundo Agile brasileiro! Confira o time de feras em Métodos Ágeis que desenvolveram essa formação e estarão a seu lado para a sua conquista final:

Imagem de capa do card

Vitor Massari
LEAN

Carlos Henrique Silva
Agile Project Management

André Vidal
Agile Product Management

Gino Terentim
Management 3.0 e Gestão Ágil de Produtos

Rafael Capra
Kanban

Daniel Mello
Scaled Organizational Agile

Carla De Bona
Design Thinking

Eliani Figueiró
Lean Startup

Fabio Cruz
Agile PMO

Andy Barbosa
Agile Coaching

Léo Redondo
Lean Startup

Antonio Muniz
DevOps Além da TI

CONHEÇA OS 11 CURSOS DA FORMAÇÃO

que irão te transformar em um Agile Professional:

Liderança em projetos

12h

Liderança em projetos é a competência de usar a si mesmo como instrumento para criar sentido e direcionar pessoas, engajando-as em uma visão comum que representa os objetivos de um projeto. Requer tempo e esforço para ser desenvolvida, pois envolve habilidades de áreas variadas – é uma jornada.

  • Líder versus gerente

  • Construindo influência

  • Compartilhando a visão

  • Tomada de decisão

  • Modelo Cynefin para apoio a tomada de decisão

  • Abordagens em liderança e como aplica-las no ambiente de projetos

  • Liderança coach

  • Liderança exponencial

  • V.U.C.A.

  • Liderando líderes

SME / INSTRUTOR

INSTRUTOR

Gerenciamento Ágil de Projetos

12h

Comunicar é transmitir uma visão ou ideia de forma que o outro tenha o mesmo entendimento que você, quer ele concorde ou não. Assim como você entender o que outro quer transmitir. Liderar as comunicações é despertar uma resposta no outro. Isso quer dizer que você é o responsável não somente pela transmissão de sua mensagem, mas também por fazer com que o outro a absorva da forma entendida. Também e responsável por saber receber a mensagem e proporcionar um ambiente que facilite o processo de comunicação no projeto.

  • Definições, origens e um pouco de história

  • Elementos base da comunicação

  • Comunicação assertiva

  • Comunicação Não Violenta

  • Comunicação virtual

  • Ferramentas síncronas

  • Ferramentas assíncronas

  • Barreiras na comunicação verbal: psicológicos, físicos e técnicos

  • Comunicação não verbal

  • Apresentações em público

  • O paradoxo de Abilene

  • Modelo da dominância cerebral

  • Comunicação em situações de crise

  • Comunicação efetiva em reuniões

  • Sinergologia, a ciência da linguagem corporal

SME / INSTRUTOR

Liderando equipes em projetos

12h

Nada se constrói sozinho, muito menos projetos. Liderar equipes em projetos . muito mais que comandar e gerenciar recursos humanos, conseguir com que eles se unam a você, face a todos os obstáculos, em prol de um objetivo comum, a visão do projeto.

  • Agregado, grupo ou equipe?

  • Como somos e agimos como pessoas?

  • Como as equipes se formam?

  • Tamanho faz diferença

  • Praticar o Shu Ha Ri

  • Ser ou não ser multitarefa?

  • Equipes virtuais – o desafio

  • A disfunção da equipe

SME / INSTRUTOR

SME / INSTRUTOR

Negociação e resolução de conflitos em projetos

12h

A negociação é uma habilidade necessária para se obter êxito nas relações humanas em projetos, assim como na empresa ou na vida particular, e pode ser desenvolvida. É a melhor forma de administrar conflitos. Essa é uma habilidade que não somente o líder de projetos precisa ter para intervir quando necessário e evitar situações de conflitos ou agravamento, ou buscar a solução, mas é também muito importante para que os membros da equipe possam ser mais auto gerenciáveis e mais maduros.

  • Conflitos em projetos

  • Efeitos positivos do conflito

  • Efeitos negativos do conflito

  • Você é o gerente negociador!

  • Elementos presentes nas negociações

  • As partes

  • Os interesses

  • As opções

  • A legitimidade

  • As alternativas

  • A comunicação

  • O relacionamento

  • O compromisso

  • O tempo e a sincronização (timing)

  • A informação

  • O poder

  • A cultura

  • Os limites superior e inferior, ponto de recuo e moeda de troca

  • A emoção e a percepção

  • O processo de negociação: um modelo para gerentes de projetos

  • Canvas de planejamento

  • Revisão das propostas e preparação do negociador

  • Caso – Negociação na área de responsabilidade social

  • Caso – Mediação

SME / INSTRUTOR

Liderando mudanças em projetos

12h

Não há projeto que não mude ao longo de sua realização. São muitas as razões: incertezas, alterações no ambiente e nas pessoas. Simplesmente não há como ter controle de tudo. Uma vez que as mudanças se tornem necessárias, é preciso liderar pessoas para implementá-las em processos, conceitos e comportamentos. Resistência é apenas uma das várias etapas que o líder profissional precisa vencer para liderar mudanças em projetos com sucesso. O maior desafio aqui são os aspectos humanos, que é o foco desse abordagem.

  • Gerenciamento de projetos e a gestão de mudanças

  • A gestão de mudanças não é comunicação

  • A importância do tema para a liderança em projetos

  • A mudança e o indivíduo

  • Gerindo mudanças em projetos

  • Etapas da gestão de mudanças

  • Medindo a efetividade da mudança – Modelo ADKAR

  • Governança da gestão de mudanças

  • Metodologias e certificações existentes em gestão de mudanças

  • APMG Change Management

  • Modelo Prosci de gestão de mudanças

  • Guia do PMI para gestão de mudanças organizacionais

  • Human Change Management Institute

  • Association of Change Management Professionals

  • SME / INSTRUTOR

Engajando stakeholders em projetos

12h

Não se gerenciam stakeholders em projetos, se busca seu engajamento através da liderança. Para isso, é necessário conhecê-los, respeitá-los e se relacionar com eles de forma proativa. Entre os stakeholders do projeto estão incluídos equipe, fornecedores e principalmente as outras partes, que frequentemente têm uma autoridade superior ou excludente ao líder do projeto e, portanto, se apresentam como um dos seus maiores desafios.

  • Definições e Origens do termo

  • Um pouco de Teoria de Stakeholders

  • Gerenciamento versus engajamento

  • Relacionamento: a chave de tudo

  • Confiança em primeiro lugar

  • Modelo padrão de engajamento de stakeholders

  • Entender o ser humano

  • Como lidar com stakeholders difíceis?

  • Os modelos de mercado de engajamento de stakeholders

  • O modelo PMI

  • O modelo IPMA

  • O modelo Mayfield

  • O modelo Stakeholder Circle

  • O modelo Prendo

  • Stakeholders e o ciclo de vida do projeto

  • Pequeno manual para um bom engajamento de stakeholders

SME / INSTRUTOR

Inteligência emocional em projetos

12h

A inteligência emocional compreende nossas capacidades de auto percepção e autogestão e de percepção social e gestão de relacionamentos. Tais capacidades são vitais para que tenhamos sucesso em nossos projetos pessoais e profissionais e podem ser desenvolvidas ao longo de toda a nossa trajetória por meio de estudos e práticas. Em projetos é especialmente importante poder dominar essa inteligência, pois as press.es que as restrições impõem aos envolvidos fazem aflorar todos os tipos de emoções a qualquer momento.

  • Dimensões da Inteligência Emocional

  • Nosso cérebro e as emoções

  • Ferramentas e técnicas para melhoria da nossa inteligência intrapessoal

  • Controle emocional

  • Mindfulness

  • Agilidade emocional – indo além do controle

  • Ferramentas e técnicas para melhoria da nossa inteligência interpessoal

  • o Comunicação não verbal

  • o Escuta ativa

  • o Diálogo

  • o Conversa

  • o Janela de Johari

  • o Gentileza

SME / INSTRUTOR

Criatividade em projetos

12h

Criatividade é a “habilidade de recombinar informações existentes, gerando algo novo”. Ao contrário do que comumente se pensa, ela pode ser encarada não como um dom para poucos, mas como um processo pelo qual qualquer um de nós pode passar. Como qualquer processo, a criatividade pode ser ensinada, aprendida e desenvolvida.

  • Introdução: a cadeira amarela

  • Criatividade como um processo

  • Informações

  • Conexões e ideias

  • Multidisciplinaridade

  • Alcançando a multidisciplinaridade

  • A motivação intrínseca da mente criativa

  • A criatividade na prática

  • Design Thinking

  • Usando a criatividade nos projetos e na sua vida

  • Construindo a cultura da criatividade na sua empresa

  • A cultura da multidisciplinaridade

  • Garanta autonomia e inspire a responsabilidade

  • Um caso quase abstrato e um nem tanto

  • Atitude criativa

  • Sumário de mindsets

SME / INSTRUTOR

INSTRUTOR

Colaboração e cultura em projetos

12h

As diferenças entre as pessoas são ao mesmo tempo a maior riqueza e a maior fonte de conflitos em projetos. Crenças, culturas e vis.es diferentes do mundo apresentam grandes desafios. . preciso navegar entre as diferenças e encontrar as afinidades para resultar na colaboração necessária para alcan.ar o sucesso do projeto. Projetos estão cada vez mais complexos social e culturalmente, envolvendo grupos diferentes de pessoas, seja dentro da própria empresa, em diferentes empresas, diferentes regi.es ou países. Fazer com que pessoas de outras culturas colaborem é fundamental para o projeto, mas não é fácil.

  • Estereótipos? A cultura envolve muito mais!

  • Cultura organizacional: as três principais perspectivas

  • Comparação transnacional

  • Interação intercultural

  • Múltiplas culturas

  • Colaboração no gerenciamento de projetos

  • Seja um líder colaborativo

  • A jornada para a colaboração? Um labirinto

  • Criar valor do projeto por meio de cultura e colaboração

  • 1. Parceiros

  • 2. Possibilidades

    O primeiro livro que trata do tema de liderança de forma didática e integrada com foco no profissional de projetos.

    Após o mestrado de gestão de megaprojetos na Universidade de Oxford, o coordenador da obra, Roberto Pons, iniciou a pesquisa de como o tema de Liderança em projetos poderia ser apresentado para facilitar o desenvolvimento dessa importante competência. Identificada a grande lacuna, convidou especialistas em cada área-chave para o desenvolvimento de um livro sobre o líder profissional de projetos. O resultado foi esse trabalho extenso, embasado em fontes bibliográficas e com uma abordagem única no mercado.

    O livro serve como base para a Formação Professional Leader, da Projectlab, e prepara para a certificação CPL – Certified Professional Leader®.

    _________________________________________


    SUMÁRIO DO LIVRO:

    Introdução

    1. Liderança em projetos
    Renata Nigri e Haendel Motta

    Domínios de conhecimento

    Líder versus gerente
    Construindo influência
    Compartilhando a visão
    Tomada de decisão
    Modelo Cynefin para apoio a tomada de decisão
    Abordagens em liderança e como aplicá-las no ambiente de projetos

    Liderança coach
    Liderança exponencial
    V.U.C.A.

    Liderando líderes
    Palavras finais
    Bibliografia

    2. Liderando as comunicações em projetos

    Marcantonio Giuseppe Maria Carlo Fabra

    Definições, origens e um pouco de história

    Ligação com os demais temas de liderança
    Elementos base da comunicação
    Comunicação sempre assertiva
    Comunicação Não Violenta
    Comunicação virtual

    Ferramentas síncronas
    Ferramentas assíncronas
    Barreiras na comunicação verbal
    Psicológicos
    Físicos
    Técnicos
    Comunicação não verbal

    Apresentações em público
    O paradoxo de Abilene
    Modelo da dominância cerebral
    Comunicação em situações de crise
    Comunicação efetiva em reuniões
    Palavras finais
    Sinergologia, a ciência da linguagem corporal para líderes de projetos
    Nina de Paula

    Sinergologia

    Bibliografia

    3. Liderando equipes em projetos

    Valeria Gutierrez

    Introdução

    Agregado, grupo ou equipe?
    Como somos e agimos como pessoas?
    Como as equipes se formam?

    1. Forming (Formação)
    2. Storming (Confrontação ou turbulência)
    3. Norming (Normatização)
    4. Performing (Desempenho)
    5. Adjouring (Dissolução)
    Tamanho faz diferença

    Praticar o Shu Ha Ri

    Caso NPR

    Ser ou não ser multitarefa?
    Equipes virtuais – o desafio

    A disfunção da equipe

    Palavras finais
    Bibliografia

    4. Negociação e resolução de conflitos em projetos

    Sonia Lopes

    Introdução

    Conflitos em projetos

    Efeitos positivos do conflito
    Efeitos negativos do conflito
    Você é o gerente negociador!
    Elementos presentes nas negociações
    As partes
    Os interesses
    As opções
    A legitimidade
    As alternativas
    A comunicação
    O relacionamento
    O compromisso
    O tempo e a sincronização (timing)
    A informação
    O poder
    A cultura
    Os limites superior e inferior, ponto de recuo e moeda de troca
    A emoção e a percepção
    O processo de negociação: um modelo para gerentes de projetos
    Canvas de planejamento
    Revisão das propostas e preparação do negociador
    Caso – Negociação na área de responsabilidade social

    Fabio Teixeira de Melo
    Caso – Mediação
    João Vieira
    Palavras finais
    Bibliografia

    5. Liderando mudanças em projetos

    Luis Cáceres

    Introdução

    Gerenciamento de projetos e a gestão de mudanças

    A gestão de mudanças não é comunicação
    A importância do tema para a liderança em projetos
    A mudança e o indivíduo

    Gerindo mudanças em projetos

    Etapas da gestão de mudanças

    Medindo a efetividade da mudança – Modelo ADKAR
    Governança da gestão de mudanças
    Metodologias e certificações existentes em gestão de mudanças

    APMG Change Management
    Modelo Prosci® de gestão de mudanças
    Guia do PMI para gestão de mudanças organizacionais
    Human Change Management Institute
    Association of Change Management Professionals

    Palavras finais
    Bibliografia

    6. Engajando stakeholders em projetos

    Roberto Pons

    Introdução

    Definições
    Origens do termo
    Traduzindo stakeholders para o português
    Um pouco de Teoria de Stakeholders
    Relação com os demais temas de liderança
    Gerenciamento versus engajamento
    Relacionamento: a chave de tudo

    Confiança em primeiro lugar
    Modelo padrão de engajamento de stakeholders
    1. Identificar stakeholders
    2. Analisar (Stakeholders)
    3. Planejar (a estratégia de engajamento)
    Entender o ser humano
    4. Agir (para engajar)
    5. Ajustar (a estratégia)
    Como lidar com stakeholders difíceis?
    Os modelos de mercado de engajamento de stakeholders
    O modelo PMI
    O modelo IPMA
    O modelo Mayfield
    O modelo Stakeholder Circle
    O modelo Prendo
    Stakeholders e o ciclo de vida do projeto

    Pequeno manual para um bom engajamento de stakeholders
    Caso: Usina Hidrelétrica de Belo Monte – o desafio
    por Caio Garcia
    Palavras finais
    Bibliografia

    7. Inteligência emocional em projetos

    Ivo M. Michalick Vasconcelos

    Onde tudo começou para mim

    Introdução à Inteligência Emocional
    Definição e dimensões da Inteligência Emocional
    Nosso cérebro e as emoções
    Ferramentas e técnicas para melhoria da nossa inteligência intrapessoal – Competência pessoal

    Controle emocional
    Mindfulness
    Agilidade emocional – indo além do controle
    Ferramentas e técnicas para melhoria da nossa inteligência interpessoal – Competência social
    Comunicação não verbal
    Escuta ativa
    Diálogo
    Conversa
    Janela de Johari
    Gentileza
    Palavras finais

    Bibliografia

    8. Criatividade em projetos

    Fábio Torres

    Introdução: a cadeira amarela

    Criatividade como um processo

    Informações
    Conexões e ideias
    Multidisciplinaridade

    Alcançando a multidisciplinaridade
    A motivação intrínseca da mente criativa
    A criatividade na prática
    Scrum
    Design Thinking

    As duas boas notícias

    Usando a criatividade nos projetos e na sua vida

    Construindo a cultura da criatividade na sua empresa

    A cultura da multidisciplinaridade

    Garanta autonomia e inspire a responsabilidade

    Um caso quase abstrato e um nem tanto
    Epílogo: atitude criativa

    Sumário de mindsets

    Bibliografia

    9. Colaboração e cultura em projetos

    Karen Smits

    Introdução

    Estereótipos? A cultura envolve muito mais!
    Cultura organizacional: as três principais perspectivas acadêmicas

    Comparação transnacional
    Interação intercultural
    Múltiplas culturas
    Colaboração no gerenciamento de projetos

    Seja um líder colaborativo
    A jornada para a colaboração? Um labirinto
    Criar valor do projeto por meio de cultura e colaboração

    1. Parceiros
    2. Possibilidades
    3. Paciência
    4. Filosofia
    5. Promoção
    Palavras finais

    Bibliografia

    10. Habilidades cognitivas do profissional de projetos

    Walther Krause

    Introdução

    O CHA para o profissional de projetos

    A seleção da equipe com o CHA ideal
    Tecnologia e o CHA
    Senso de urgência
    Tecnologia e senso de urgência

    Gerenciamento do tempo
    Multitarefa
    Profissionalismo
    Gestão do conhecimento
    Caso: o CHA aplicado em projetos
    Construindo um segundo cérebro
    Tiago Forte

    1. Capture tudo em um só lugar2. Organize seus arquivos de acordo com quando você precisará deles
    3. Crie suas anotações para serem encontradas
    4. Divida seu conhecimento em pequenos pacotes
    5. Compartilhe seu trabalho logo e muitas vezes
    6. Evolua seu trabalho ao longo do tempo
    7. Cultive seu ecossistema de conhecimento
    Bibliografia


    11. Desenvolvimento pessoal do líder de projetos

    Rodrigo Caixeta

    Parte 1: uma breve reflexão

    Introdução
    Versão 1.0: monitor de laboratório de TI
    Versão 2.0: de gerente de estagiários a gerente de fábrica de software
    Versão 3.0: de gerente de fábrica de software a aposentado fracassado
    Versão 4.0: de fracassado a “executivo” de startup
    Versão 5.0: aposentado novamente
    Versão 6.0: vencedor do prêmio de gerente de projetos do ano
    Versão 7.0: do tradicional ao excepcional
    Parte 2: práticas do desenvolvimento pessoal
    Autocoaching
    Capacidade de se adaptarAtitude correta
    O desenvolvimento pessoal e a liderança em projetos
    Bibliografia

    _________________________________________

    CARACTERÍSTICAS:

    Páginas: 
    328
    Largura: 
    21
    Comprimento: 
    28
    Lombada: 
    1.8
    Volume: 
    1058.4
    Lançamento: 
    11/12/2019

    Aproveite Também